A ARCA DE NOÉ

HINO – SOSSEGAI

Talvez, no afã de ensinar as crianças, os educadores tenham transmitido a idéia de que a Arca de Noé tenha sido apenas um mito, uma fantasia; quando apresentam às crianças e até aos jovens, um barquinho, com animais pendurados por todos os lados; perdendo-se a noção da verdadeira dimensão e grandeza da Arca. Vejamos, a seguir, como a Arca é apresentada às crianças:

 

Imagem1 Imagem2

Imagem3 Imagem4

  Daí, começaram a surgir, no meio das pessoas céticas, e até alguns “crentes” as seguintes questões:

1 – Noé não conseguiria arrebanhar todos esses animais pelo mundo.

2 – Não caberia na ARCA todos os animais que Noé deveria levar.

3 – A ARCA não conseguiria navegar pelas águas turbulentas de um dilúvio.

4 – Os animais grandes e ferozes não permaneceriam calmos durante todo o   

      tempo.

 

RESPOSTAS

R 1 – Noé não teve que arrebanhá-las. Deus as trouxe até ele. (Gn 6.20; Gn 7.9 e Gn 7.15)

R 2 – Vamos ver, no decorrer do trabalho, que a ARCA caberia o dobro de animais.

R 3 – A ARCA não foi feita para navegar e sim para flutuar e a região que ela estava

        flutuando era a mais tranquila possível, dentro daquele contexto terrível.

R 4 – Como a ARCA tinha três andares, e pelo menos um deles ficava abaixo da 

         linha da água, este ficava frio e mais escuro, proporcionando um estado

         letárgico para esses animais; um estado de hibernação ou quase

         hibernação.

A arca de Noé 

3) A Duração do Dilúvio

40 dias   – chuvas caíram (Gn 7.12)
110 dias   – águas subindo (Gn 7.24)
74 dias   – águas diminuindo (Gn 8.5)
40 dias   – corvo solto (Gn 8.6-7)
7 dias   – pomba solta (Gn 8.8)
7 dias   – pomba solta (Gn 8.10)
7 dias   – pomba solta (Gn 8.12)
29 dias   – cobertura removida (Gn 8.13)
57 dias   – terra seca (Gn 8.14)

 

371 dias no Total (Fonte: Geografia dos Tempos Bíblicos, E. Tognini)

4) O total de dias passados na Arca
• 1 ano e 6 dias

5) Os ocupantes da Arca (Gn 6.18)
Noé, Sem, Cam, Jafé e esposas – Totalizando 8 pessoas

Imagem5

A  ARCA  de Noé era uma embarcação descomunal, só há pouco tempo a humanidade

conseguiu construir navios maiores que ela.

  A ARCA media:   (usando-se o côvado hebraico = 45 cm) 

Comprimento – 300 côvados  = 135,00 metros   

 Largura  –  50 côvados =  22,50 metros

  Altura     –  30 côvados  = 13.50 metros    

  + 9.112 m²

+ 41.000 m³

 

  A ARCA tinha três pavimentos (três andares)

 

Se usássemos o côvado médio, de 55 cm a ARCA teria as seguintes proporções:

Comprimento – 300 côvados = 165 metros         

 Largura           –   50 côvados =  27,50 metros

  Altura               –  30 côvados  = 16.50 metros      

+ 13.612 

+  74.868 m³

 

Se usássemos o côvado maior, de 66 cm a ARCA teria as seguintes proporções:

 Comprimento – 300 côvados = 198 metros         

  Largura           –   50 côvados =  33,00 metros

   Altura               –  30 côvados  = 19,80 metros    

+  19.602 

 + 129.373 

 

Côvado (ammã, no hebreu; ammatu, no acádio e cubitus, no latim).
Na antiguidade as medidas lineares baseavam-se nas unidades naturais que pudessem facilmente ser aplicadas.
Côvado era a distância que ia do cotovelo à ponta do dedo (dois palmos) (côvado comum).
Encontramos vários tipos de côvados que correspondem a várias medidas do nosso sistema métrico. São eles:
– côvado comum ……………. 02 palmos
– côvado hebraico ………….. 45cm
– côvado egípcio ……………..44,7cm
– côvado babilônico ………… 50,30cm
– côvado real …………………. 52cm
Encontramos ainda obras que mencionam o côvado como sendo: 52cm; 52,5cm; 55cm; e 66cm.
Para o nosso estudo utilizamos o côvado hebraico que provavelmente foi usado pelos hebreus para a construção da ARCA..

 

Imagem6

– A ARCA  tinha compartimentos para a separação dos animais (Gn 6.14).

– A ARCA tinha três andares ou pavimentos (Gn 6.16).

– A ARCA era muito bem calafetada (Gn 6.14).

– A ARCA tinha uma excelente estabilidade devido a sua largura (22.50 m)

e os animais mais pesados deveriam ficar no andar de baixo, aumentando ainda mais a estabilidade. Os animais menores, insetos, pássaros, pequenos mamíferos, etc, deveriam ficar no andar de cima e os animais médios, do tamanho aproximado de uma ovelha, no andar do meio.

– Podemos considerar também que Deus não precisava levar na ARCA os grandes animais (dinossauros, elefantes, rinocerontes, mamutes, hipopótamos, etc) na forma de adultos, poderia levá-los na forma de jovens filhotes Não que não coubessem, pois era apenas um casal de cada, mas para a comodidade de NOÉ, no tratamento desses animais.

– A maioria dos animais tem o porte máximo de uma ovelha, portanto o espaço era mais que suficiente para transportar todos os animais.

– Outro fator a ser considerado é que só precisava ser levada a espécie geneticamente original, as variações não precisavam ser levadas, pois se formariam novamente.   

 Imagem7         

A ARCA poderia, no seu menor tamanho, acomodar, confortavelmente, em metros cúbicos, o volume de carga de eucalipto de aproximadamente 512 CARRETAS, de dois cambões.

 

Imagem8

 

O volume de carga de 1000 CAMINHÕES BAÚ

Imagem9

Ou transportar 5.900 automóveis PÁLIO

 

Algumas réplicas da Arca de Noé já foram feitas; esta réplica tem menos da metade do tamanho da original e foi construída pelo holandês Johan Huibers e é aberta à visitação pública. No seu interior existem mesas e cadeiras, uma sala de projeção de cinema onde são exibidos filmes das histórias do dilúvio e de Noé. Tem também animais de fibra, em tamanho natural, que “saúdam” os visitantes na chegada. (Veja mais detalhes adiante)

Imagem10

Imagem11

Imagem12

Imagem13

Imagem14

Imagem15

 

No esboço abaixo podemos ver os compartimentos (Gn 6.14) e os pavimentos (Gn 6.16) sendo construídos. Era uma embarcação de proporções realmente muito grandes. (Este esboço é apenas uma representação)

Imagem17

 

VÍDEO EXPLICAÇÕES SOBRE A ARCA E SEUS OCUPANTES

 

GÊNESIS  6.20;   7.9;  7.15

NOÉ NÃO TEVE QUE BUSCAR NENHUM ANIMAL, ELES VIERAM E ENTRARAM NA ARCA, DE DOIS EM DOIS, POR ORDEM DO SENHOR

No vídeo abaixo nós vamos ver uma representação de como pode ter sido isso. Os animais chegando na ARCA.

VÍDEO ANIMAIS CHEGANDO NA ARCA

 

Imagem18

Esta pedra com um furo na ponta é chamada de âncora, mas na verdade

ela funcionava como um lastro nos antigos navios, como mostra a figura abaixo.

Imagem19

Estas pedras dão maior estabilidade e servem para chegar com tranqüilidade ao lugar que tiver que repousar ou aportar, sem bater o casco.

Na região que a ARCA repousou haviam várias delas, indicando que Noé as usou para esse fim. A pedra que é mostrada ao lado, foi descoberta por Ron Wyatt.

 

Agora que já vimos algumas coisas da ARCA, vamos ver alguma coisa sobre o DILÚVIO.

  Nós temos a tendência de crer que o dilúvio foi mais ou menos dessa forma: – O céu ficou

nublado, começou a trovejar, alguns relâmpagos, chuvinha fina que foi aumentando, aumentando

e, assim, choveu durante 40 dias e  40 noites.

  Evidências indicam que não foi bem assim, foi algo instantâneo e terrível. Hoje acham-se fósseis

de animais com o alimento ainda na boca, por ter sido soterrado abruptamente. E o que poderia ter

acontecido para que esse animal não tivesse tempo de engolir ou expelir esse alimento, se não o

DILÚVIO? Vemos, também, fósseis de dinossauros carnívoros junto com dinossauros herbívoros e

também de outros animais carnívoros e herbívoros também juntos. Vemos fósseis de peixe, ostras

e outros animais marinhos, onde não existe mar.

 Caro leitor, a maior prova do DILÚVIO é essa quantidade enorme de fósseis e também o petróleo. Se o animal ou vegetal não for soterrado imediatamente em lama ele se desintegra e, a única coisa que poderia produzir essa quantidade enorme de fósseis e petróleo que hoje vemos é, sem dúvida alguma, o DILÚVIO.

VAMOS VER ABAIXO, ALGUNS VÍDEOS SOBRE O DILÚVIO E A ARCA DE NOÉ

 

 

 

 

 

 

E ESSA IMENSA ARCA, ONDE ESTÁ? JÁ FOI DESCOBERTA? AINDA EXISTEM VESTÍGIOS DELA?

Na realidade ela já foi descoberta e várias equipes de cientistas já confirmaram, mas a mídia anti-Deus não pode aceitar uma coisa dessas, porque cairia por terra todas as suas teorias contrárias a Deus.

Vamos ver, no vídeo a seguir, a descoberta e as evidências da Arca na Turquia, onde o Governo Turco fez até um posto de observação ou mirante. existem dezenas de filmes sobre o descobrimento da Arca.

 

NO VÍDEO ABAIXO:

Notem a ironia e o desdém do repórter da mídia anti-Deus que apresenta a matéria

Obs: o vídeo é caseiro, feito com recursos próprios (Ron Wyatt) e, portanto, de má qualidade

 

 

Imagem24

Imagem20

Imagem21

Imagem22

Imagem23

 

FOTO DE SATÉLITE DA REGIÃO  DE FLUTUAÇÃO E REPOUSO DA ARCA

Imagem26

 

A SEGUIR, DOIS VÍDEOS DE DESENHOS ANIMADOS SOBRE A ARCA E O DILÚVIO:

(com coisas próprias de desenho animado, como animais escorregando dentro da Arca e etc,

coisas estas que na realidade não ocorreram, pois estavam bem acomodados)

Vejo, algumas vezes, pseudos cientistas, mídia anti-Deus, ateus e até alguns “crentes” dizerem que não houve um dilúvio global e sim um dilúvio parcial ou uma mega enchente em certa parte da terra. Não ví, até o momento, nenhum estudioso do assunto falar que naquela época a terra era uma só, não havia divisões de continente, ilhas, etc, portanto, o dilúvio só poderia ser global, não existindo a possibilidade de ser parcial, pois a terra era uma porção só. A terra dividiu-se exatamente pelo dilúvio (pangeia). Vejam GÊNESIS 1.9,10, quando Deus dividiu as águas e fez aparecer A PORÇÃO SECA e não AS PORÇÕES SECAS.

 

Espero que tenham gostado e até a próxima PÁGINA.

Romeu Taumaturgo

VÍDEOS:       Youtube

IMAGENS:    Google

MÚSICA        Sossegai (Harpa Cristã)

NARRAÇÃO: Romeu Taumaturgo (animais entrando na Arca)

                                            

2 Comentários

  1. ROBERTO CARDOSO DA CRUZ

    BOA NOITE SR ROMEU, RAPAZ COMO SEUS TRABALHOS TEM MIM AJUDANDO HEIN, PARABÉNS, CONTINUE, DEIXE DEUS TE USAR.

    Responder
    1. Romeu Rocha (Publicações do Autor)

      Roberto Cruz, fico feliz que os trabalhos estejam te ajudando; estarei sempre à disposição. Abraços. Romeu Taumaturgo.

      Responder

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *